Loading
fechar

Acesse o conteúdo da Revista

Se você não tem cadastro, Cadastre-se agora

Acesse o conteúdo completo Assine a Revista

Impressa ou digital, em até 12x no cartão

Carrinho

Seu carrinho contém

Item Valor

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00
Subtotal R$ 149,90

Matérias

Encontre a matéria abaixo ou pesquise aqui

ou por Revistas Guias Seções Cadernos Especiais

Editoriais » Negócios PE - 38ª Edição

Méritos para a Compesa

Conversa informal, com Beto Lago
Beto Lago

O Brasil passa por um momento crítico na sua economia. Não está sendo fácil para as grandes empresas fecharem no azul neste final de ano. E Pernambuco também não é diferente. Estamos vendo o desemprego aumentando em Suape e o Governo anunciando cortes nos investimentos e redução nos gastos para conquistar o sonhado equilíbrio nas contas públicas. Porém, uma estatal vem dando exemplo de gestão nestes últimos anos. Estou falando da Compesa, que foi escolhida pela revista IstoÉ Dinheiro a melhor empresa de saneamento do Brasil.

Mas, antes que o leitor venha questionar o motivo de a estatal ter conquistado uma premiação de destaque nacional mesmo sendo uma das mais criticadas pelo público, é preciso ter um olhar para quem é a empresa. Fundada em 1971 com a missão de levar água e esgotamento sanitário aos pernambucanos, a Compesa está presente em 174 municípios do Estado.

A estatal, que chegou perto de ser incluída na lista das empresas vendidas pelo Estado, começou a dar sinais de vitalidade a partir de 2007, com uma ampla mudança na forma de gerenciamento corporativo. Hoje, o faturamento da Compesa supera a casa de R$ 1,217 bilhão. Somente no período de 2007 a 2014, a empresa investiu mais de R$ 4,2 bilhões, número duas vezes maior que a Prefeitura do Recife investe na cidade em um ano. E estamos falando apenas no desempenho financeiro, sem contar com as boas avaliações na pesquisa na inovação e qualidade, responsabilidade social e governança corporativa.

Conversamos com o presidente Roberto Tavares e com alguns dos seus diretores, responsáveis pela mudança no modelo de gestão. Neste momento de dificuldades econômicas, esta é uma notícia que precisa ser comemorada por todos os pernambucanos.

Outro destaque nesta edição da Negócios PE é a reportagem sobre Tecnologia Educacional. Conversamos com especialistas do mercado privado, apontando acertos e erros no modelo da educação no Estado e municípios. Em destaque, também, a adoção da Robótica nas escolas da Prefeitura do Recife, que premiou os alunos da Escola Rodolfo Aureliano, na Várzea, com o título da Olimpíada Brasileira de Robótica, realizada em Uberlândia, Minas Gerais.

É um sinal de que a educação tem saída e pode representar uma revolução na vida destas crianças. Uma boa leitura para todos. Curtam mais esta edição da Negócios PE.

Tiragem declarada de 15.000 exemplares desde a primeira edição. Conferida pela 6ª maior empresa de auditoria do Brasil.

Beto Lago
Editor-Executivo
betolago@editoranegocios.com.br

Negócios PE - 38ª Edição
Revista Negócios PE

Negócios PE - 38ª Edição

Matérias desta edição

Negócios PE - 38ª Edição
Negócios PE

Negócios PE - 38ª Edição

Apenas R$ 29,90
Publicidade | Publicidade 03 - Banner Matrias
PUBLICIDADE