Loading
fechar

Acesse o conteúdo da Revista

Se você não tem cadastro, Cadastre-se agora

Acesse o conteúdo completo Assine a Revista

Impressa ou digital, em até 12x no cartão

Carrinho

Seu carrinho contém

Item Valor

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00
Subtotal R$ 149,90

Matérias

Encontre a matéria abaixo ou pesquise aqui

ou por Revistas Guias Seções Cadernos Especiais

Colunas » Negócios PE - 20ª Edição

New Lá Fora

NESTA EDIÇÃO: AD/DIPER | AMCHAM | CEPLAN | CSS | DANIELI | EADI | HYUNDAI | RISING IMPORTS | TWENTY SIX TRADING | ROGÉRIO NEVES BAPTISTA ADV | VENEZA

MERCADO DE LUXO

É bem verdade que o trânsito no Recife está cada vez mais caótico, mas se engana quem pensa que o pernambucano está perdendo o prazer de dirigir e, diga-se de passagem, dirigir bem, muito bem. É o que garante Eduardo Kano e Sérgio Côrte Real, sócios da Rising Imports, maior importadora autônoma de carros de luxo do Brasil.

Em 2010 faturamos R$ 40 milhões com a exploração de novos mercados e a expansão de nossa atuação. A expectativa para 2011 é de um aumento de 40%”, explica Kano.

A empresa, que cobre desde a compra e o controle de fabricação dos carros até os trâmites de certificações e despacho final, oferece um serviço exclusivo para atender às muitas exigências do consumidor do mercado do luxo, que, segundo Côrte Real, tem se expandido no Estado.

 

NOVIDADE

O crescimento econômico do Nordeste acima da média nacional nos últimos anos tem mesmo criado oportunidades para a abertura de novas empresas de olho no potencial pernambucano. Desta vez, quem chegou ao mercado foi a Twenty Six Trading, de Alex Brenneken, ex-diretor-geral da Eadi no Nordeste. A nova intermediadora vem com a proposta de facilitar o escoamento de mercadorias embarcadas de Suape em mais de 160 portos em todos os continentes, bem como de desenvolver a importação e a nacionalização de produtos de marca própria no Estado.

A meta é entender às necessidades dos clientes e proporcionar soluções personalizadas e eficientes para a logística do comércio exterior.” Alex Brenneken, sócio-diretor da Twenty Six

 

“ONDE ESTÃO OS NÚMEROS?”

“Onde estão os números?” - Foi o que indagou o economista Jorge Jatobá, sócio-diretor da Ceplan, ao relatar sua experiência na busca de estatísticas sobre os investimentos aportados em Pernambuco nos últimos anos. Aparentemente sítios oficiais como o da AD-Diper ou do próprio governo do Estado não disponibilizam os números e os resultados dos tão proclamados investimentos estrangeiros diretos (IEDs). Ainda segundo Jatobá, a principal fonte de consulta continua sendo os jornais e as revistas. A reivindicação é válida. Transparência e sistematização dos dados a alcance de todos trarão mais agilidade na entrada de novas inversões. O ex-secretário da Fazenda de Pernambuco palestrou no I Fórum de Comércio Exterior e Logística da Amcham.

 

INAUGURAÇÃO ANTECIPADA

Representantes do governo do Estado estiveram em Milão e trouxeram boas novas para Pernambuco. Executivos do grupo italiano Danieli, parceiro tecnológico da Cone S.A. na Companhia Siderúrgica de Suape, anunciaram a antecipação em dois anos da inauguração da CSS. Segundo o novo cronograma, a siderúrgica já deverá iniciar suas operações no último trimestre de 2012. Após o início das atividades, serão abertas mais de 800 vagas permanentes de trabalho.

“De início, a Companhia Siderúrgica de Suape vai produzir os perfis, os tubos e as esttruturas de aço. A expectativa é que, um ano depois, ela opere e também fabrique as boninas de aço."  Geraldo Júlio, secretário de Desenvolvimento Econômico.

 

BLOG

O jovem advogado Luciano Alencar comemora o sucesso do seu blog “Tributaneiro”, que acaba de alcançar 10.000 visitas com uma média de 6.000 acessos por mês. Alencar, que atua no escritório Rogério Neves Baptista Advogados Associados, é especialista em direito aduaneiro e alerta quanto ao aumento da fiscalização das operações de importação, em especial dos produtos originados da China.

“A tendência é o país tentar proteger sua indústria. É um modo de fazer com que  produtos que não estejam de acordo com as práticas comerciais recomendadas sejam impedidos de entrar no país”, explica o advogado.

 

OPERAÇÃO DIRETA

O aquecimento da indústria da construção civil e o aumento na demanda por máquinas pesadas em Pernambuco chamaram a atenção da Hyundai. A sul-coreana passa a operar através da trading Veneza direto pelo Porto de Suape, garantindo ao grupo pernambucano exclusividade nas importações para o Nordeste.

Observando o potencial do Nordeste, a Hyundai achou interessante ter um parceiro local.” Marcos Hacker Melo, diretor-executivo da Veneza.

- 80 máquinas já chegaram a Pernambuco no primeiro lote de importação.
- R$ 40 milhões foi o custo da primeira leva do maquinário.
- 500 a 600 equipamentos, entre escavadeiras, carregadeiras e empilhadeiras, deverão ser vendidos na região em 2011.

Negócios PE - 20ª Edição
Revista Negócios PE

Negócios PE - 20ª Edição

Matérias desta edição

Publicidade | Publicidade 03 - Banner Matrias
PUBLICIDADE