Loading
fechar

Acesse o conteúdo da Revista

Se você não tem cadastro, Cadastre-se agora

Acesse o conteúdo completo Assine a Revista

Impressa ou digital, em até 12x no cartão

Carrinho

Seu carrinho contém

Item Valor

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00
Subtotal R$ 149,90

Matérias

Encontre a matéria abaixo ou pesquise aqui

ou por Revistas Guias Seções Cadernos Especiais

Artigos » Negócios PE - 17ª Edição

O futuro já chegou

Por Luís Delfim de Oliveira
Luís Delfim de Oliveira

Investidores cada vez mais confiantes no presente e no futuro do país, o risco fiscal e da moeda menor do que nos países da velha economia e um sistema financeiro equilibrado e capaz de sustentar a expansão do crédito, além de uma reserva de 250 bilhões de dólares de divisas internacionais.

Esses foram os assuntos da abertura do Fórum Exame – Construindo a 5ª Maior Economia do Mundo, feita pelo presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles.

A ele se seguiu Nouriel Roubini, um dos gurus econômicos do momento, que alertou sobre o risco de contaminação mundial pelos Estados-membros mais fracos da Comunidade Europeia, o que poderia desacelerar o crescimento do Brasil. Além da Europa, ele também demonstrou preocupação com a criação de uma possível bolha imobiliária na China, que também poderia trazer efeitos colaterais para o resto do mundo.

Os presidenciáveis José Serra e Dilma Rousseff também compartilharam suas visões e planos de governo, além de uma miríade de empresários e economistas brasileiros.

O consenso geral é que o momento é único e que hoje estamos colhendo os frutos de 16 anos de estabilidade da moeda, respeito às instituições e inflação sob controle.

Além de um mercado interno em crescimento pela ascensão das classes emergentes, da redução da taxa de desemprego para 7,3% – recorde histórico – e de uma melhor distribuição da renda, o Brasil viverá nos próximos 20 anos um “bônus demográfico”. Explica-se: como a taxa de natalidade tem crescido à razão de 1% ao ano, nas próximas duas décadas a base da população economicamente ativa atingirá seu ápice, sendo capaz de gerar renda e consumo muito acima da média atual.

Preparar-se para este próximo momento foi a tônica de todos os debates entre empresários e acadêmicos e das palestras dos dois candidatos à Presidência da República.

Do lado do setor privado, a preocupação e a demanda foram por reformas estruturais, como as da previdência, tributária e trabalhista, que levarão o país a taxas de crescimento mais altas.

Do lado acadêmico, a preocupação é com o crescente déficit fiscal do governo federal, a baixa taxa de poupança no país – em 19%, contra 42% na China – e a consequente taxa de investimento de somente 21%. Outro ponto observado foi a necessidade de estimular as exportações brasileiras para fortalecer a moeda e melhorar o saldo da balança comercial.
A candidata do Partido dos Trabalhadores ressaltou que manterá o rumo iniciado pelo presidente Lula e que o foco dela será atuar em microajustes, em vez das grandes reformas, bem como na regulamentação ambiental, e garantiu que apoiará as agências reguladoras. O que não ficou claro é como será o tamanho do Estado e sua presença na economia.

O candidato do PSDB afirmou que o Estado precisa ser um gestor eficiente dos recursos públicos para poder investir mais e melhor. O candidato elegeu os investimentos em infraestrutura como uma das prioridades de seu governo. Outro ponto de destaque é que o governo deve ser um indutor e planejador do desenvolvimento do país.

O que foi consenso ao final do evento é que as oportunidades são enormes, tanto quanto os desafios na concretização das reformas estruturais, no aumento do nível de investimento e na melhoria do nível da educação.

Quando criança, eu ouvia o bordão “o Brasil é o país do futuro” e imaginava se isso se realizaria um dia. Hoje tenho a felicidade de estar vivenciando e ser parte ativa na construção deste momento, seja como empresário ou como consumidor.

Luís Delfim de Oliveira é presidente da Coca-Cola Guararapes e da Amcham em Pernambuco.  luis.delfim@cocacolagr.com.br

Negócios PE - 17ª Edição
Revista Negócios PE

Negócios PE - 17ª Edição

Matérias desta edição

Publicidade | Publicidade 03 - Banner Matrias
PUBLICIDADE