Loading
fechar

Acesse o conteúdo da Revista

Se você não tem cadastro, Cadastre-se agora

Acesse o conteúdo completo Assine a Revista

Impressa ou digital, em até 12x no cartão

Carrinho

Seu carrinho contém

Item Valor

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00

Revista Negócios PE

Edição nº 142

R$ 130,00
Subtotal R$ 149,90

Matérias

Encontre a matéria abaixo ou pesquise aqui

ou por Revistas Guias Seções Cadernos Especiais

Matérias » Negócios PE - 21ª Edição

O remédio é crescer

A rede de farmácias Guararapes, fundada há 46 anos por Higino de Souza, chegou a ter 32 lojas.

Por Drayton Nejaim | Foto de Bosco Lacerda

 

"Em Pernambuco afirmaremos nossa liderança este ano, porém queremos ser os maiores do Nordeste e vamos buscar essa posição através de aquisições. No país, a intenção da Brazil Pharma é tornar-se a número 1 em três anos."

A rede de farmácias Guararapes, fundada há 46 anos por Higino de Souza, chegou a ter 32 lojas. A empresa teve problemas de sucessão familiar, entrou em crise e foi vendida em 2005 ao empresário Gilberto Portela, então presidente da Redemed, uma marca com 1.430 franquias em todo o país. Na aquisição, a Guararapes somava 13 unidades e Portela decidiu dedicar-se full time à revitalização do negócio. Para isso, decidiu colocar novamente a mão no bolso e comprou a rede de farmácias Independente, que dispunha de oito lojas com foco no público AB, adquirindo também a rede de farmácias Popular, que concentrava sete lojas voltadas para o público CD. Sob o comando de Gilberto, a Guararapes absorveu ainda a operação da Drogarápida no Estado de Alagoas.

Quando o BTG Pactual, através da holding Brazil Pharma, tornou-se sócio da Guararapes, em outubro de 2010, a rede acumulava 42 lojas. O banco condicionou à sociedade a manutenção de Portela à frente da gestão e trouxe junto a operação da Farmácia dos Pobres, adquirida na recuperação judicial. Hoje a Guararapes tem 58 lojas em Pernambuco, sete em Alagoas e cinco na Paraíba, o que provocou um salto de 450 colaboradores para os atuais 1.230.

Com a recente abertura de capital pela Brazil Pharma, que engloba ainda as redes Rosário/Distrital, no Centro-Oeste, com 95 lojas, e Mais Econômica, no Sul do país, com 172 unidades, a holding captou R$ 460 milhões, dos quais 70% serão utilizados em aquisições, metade na Região Nordeste. Com o tamanho atual, a projeção de faturamento da rede para este ano é de R$ 200 milhões, porém até lá novas aquisições engordarão essa cifra.

Negócios PE - 21ª Edição
Revista Negócios PE

Negócios PE - 21ª Edição

Matérias desta edição

Publicidade | Publicidade 03 - Banner Matrias
PUBLICIDADE